terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Peter O' Toole- Shakespeare Sonnet # 18.




ShallHALL I compare thee to a summer's day?
Thou art more lovely and more temperate.
Rough winds do shake the darling buds of May,  
And summer's lease hath all too short a date.
Sometime too hot the eye of heaven shines,
And often is his gold complexion dimmed;
And every fair from fair sometime declines,
By chance, or nature's changing course, untrimmed:
But thy eternal summer shall not fade
Nor lose possession of that fair thou ow'st,
Nor shall Death brag thou wand'rest in his shade
When in eternal lines to time thou grow'st.
So long as men can breathe or eyes can see,
So long lives this, and this gives life to thee.

 Thereza Christina Roque da Motta , na  sua tradução, preferiu que o destinatário fosse uma mulher , o que condiz com o excerto do filme aqui publicado .

Como hei de comparar-te a um dia de verão?
És muito mais amável e mais amena;
Os ventos sopram os doces botões de maio,
E o verão finda antes que possamos começá-lo
:Por vezes, o sol lança seus cálidos raios,
Ou esconde o rosto dourado sob a névoa;
E tudo que é belo um dia acaba,
Seja pelo acaso ou por sua natureza;
Mas teu eterno verão jamais se extingue,
Nem perde o frescor que só tu possuis;
Nem a Morte virá arrastar-te sob a sombra,
Quando os versos te elevarem à eternidade:
Enquanto a humanidade puder respirar e ver,
Viverá meu canto, e ele te fará viver.

Cookie Monster Learns a Lesson from Tom Hiddleston

Delayed gratification

Paciência,controlo dos impulsos,auto-controlo, força de vontade são algumas das ferramentas fundamentais para  uma vida  satisfatória e bem sucedida.
Quem espera, sempre alcança (mais e melhor).


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Zenet - Quién Sabe [SEVIJAMMING]

"No sé quien eres
que pinta tienes
como es tu risa
no sé quien eres
si hay en tu piel
un lunar que te distinga."




Um Poema Que Se Perdeu



Hoje o dia é um dia chuvoso e triste
amortalhado
Naquela monotonia doente dos grandes dias.

Hoje o dia...
(a pena caiu-me das mãos)
Acabou-se o poema no papel.
Cá por dentro 
Continua...

Oh! este marulhar das almas no silêncio!

Fernando Namora

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Daniil Simkin (Jacques Brel)

"Um absurdo de leveza e velocidade, precisão e equilíbrio."


Les Bourgeois

Le coeur bien au chaud
Les yeux dans la bière
Chez la grosse Adrienne de Montalant
Avec l'ami Jojo
Et avec l'ami Pierre
On allait boire nos vingt ans
Jojo se prenait pour Voltaire
Et Pierre pour Casanova
Et moi, moi qui étais le plus fier
Moi, moi je me prenais pour moi
Et quand vers minuit passaient les notaires
Qui sortaient de l'hôtel des "Trois Faisans"
On leur montrait notre cul et nos bonnes manières
En leur chantant

Les bourgeois c'est comme les cochons
Plus ça devient vieux plus ça devient bête
Les bourgeois c'est comme les cochons
Plus ça devient vieux plus ça devient c...

Le coeur bien au chaud
Les yeux dans la bière
Chez la grosse Adrienne de Montalant
Avec l'ami Jojo
Et avec l'ami Pierre
On allait boire nos vingt ans
Voltaire dansait comme un vicaire
Et Casanova n'osait pas
Et moi, moi qui restait le plus fier
Moi j'étais presque aussi saoul que moi
Et quand vers minuit passaient les notaires
Qui sortaient de l'hôtel des "Trois Faisans"
On leur montrait notre cul et nos bonnes manières
En leur chantant

Les bourgeois c'est comme les cochons
Plus ça devient vieux plus ça devient bête
Les bourgeois c'est comme les cochons
Plus ça devient vieux plus ça devient c...

Le coeur au repos
Les yeux bien sur terre
Au bar de l'hôtel des "Trois Faisans"
Avec maître Jojo
Et avec maître Pierre
Entre notaires on passe le temps
Jojo parle de Voltaire
Et Pierre de Casanova
Et moi, moi qui suis resté le plus fier
Moi, moi je parle encore de moi
Et c'est en sortant vers minuit Monsieur le Commissaire
Que tous les soirs de chez la Montalant
De jeunes "peigne-culs" nous montrent leur derrière
En nous chantant

Les bourgeois c'est comme les cochons
Plus ça devient vieux plus ça devient bête
Les bourgeois c'est comme les cochons
Plus ça devient vieux plus ça devient c...

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Vinicius e Toquinho - Para Viver Um Grande Amor


Para Viver Um Grande Amor

Eu não ando só
Só ando em boa companhia
Com meu violão
Minha canção e a poesia

Para viver um grande amor, preciso
É muita concentração e muito siso
Muita seriedade e pouco riso
Para viver um grande amor
Para viver um grande amor, mistério
É ser um homem de uma só mulher
Pois ser de muitas - poxa! - é pra quem quer
Nem tem nenhum valor
Para viver um grande amor, primeiro
É preciso sagrar-se cavalheiro
E ser de sua dama por inteiro
Seja lá como for
Há que fazer do corpo uma morada
Onde clausure-se a mulher amada
E postar-se de fora com uma espada
Para viver um grande amor

Eu não ando só,
Só ando em boa companhia
Com meu violão
Minha canção e a poesia

Para viver um grande amor direito
Não basta apenas ser um bom sujeito
É preciso também ter muito peito
Peito de remador
É sempre necessário ter em vista
Um crédito de rosas no florista
Muito mais, muito mais que na modista!
Para viver um grande amor
Conta ponto saber fazer coisinhas
Ovos mexidos, camarões, sopinhas
Molhos, filés com fritas, comidinhas
Para depois do amor
E o que há de melhor que ir pra cozinha
E preparar com amor uma galinha
Com uma rica e gostosa farofinha
Para o seu grande amor?

Eu não ando só
Só ando em boa companhia
Com meu violão
Minha canção e a poesia

Para viver um grande amor, é muito
Muito importante viver sempre junto
E até ser, se possível, um só defunto
Pra não morrer de dor
É preciso um cuidado permanente
Não só com o corpo, mas também com a mente
Pois qualquer "baixo" seu a amada sente
E esfria um pouco o amor
Há que ser bem cortês sem cortesia
Doce e conciliador sem covardia
Saber ganhar dinheiro com poesia
Não ser um ganhador
Mas tudo isso não adianta nada
Se nesta selva escura e desvairada
Não se souber achar a grande amada
Para viver um grande amor!

Eu não ando só
Só ando em boa companhia
Com meu violão
Minha canção e a poesia

Vinicius de Moraes

Shirley Temple -1928 – 2014

 Inesquecível!


Muito mais do que uma pequena e talentosa actriz,  foi  o amuleto, a  luz que tornou suportável e deu esperança à vida de crianças com infâncias terríveis.
Veja-se o exemplo de Halina durante a Segunda Grande Guerra.

Hetain Patel: Who am I? Think again

How do we decide who we are? Hetain Patel's surprising performance plays with identity, language and accent -- and challenges you to think deeper than surface appearances. A delightful meditation on self, with performer Yuyu Rau, and inspired by Bruce Lee.

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Pilates Fundamentals

Some useful cues to understand them and practice in your classes. 
  • Breathing
  • Trunk Stability

Pilates Breathing


 Core Stabilisation



Natalia Lafourcade - María Bonita

México.
Interpretação da canção original de AGUSTÍN LARA( 'Flaco de Oro').
Encantada!

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014