sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Não há motivo para te importunar a meio da noite



Não há motivo para te importunar a meio da noite,

como não há leite no frigorífico, nem um limite

traçado para a solidão doméstica.


Tudo desaparece. Nada desaparece. Tudo desaparece

antes de ser dito e tu queres dormir descansada. Tens

direito a um subsídio de paz.



Se eu escrever um poema, esse não é motivo para te

importunar. Eu escrevo muitos poemas e tu trabalhas

de manhã cedo.



Toda a gente sabe que a noite é longa. Não tenho o

o direito de telefonar para te dizer isso, apesar dessa

evidência me matar agora.



E morro, mas não morro. Se morresse, perguntavas:

porque não me telefonaste? Se telefonasse, perguntavas:

sabes que horas são?



Ou não atendias. E eu ficava aqui. Com a noite ainda

mais comprida, com a insónia, com as palavras

a despegarem-se dos pesadelos.

 José Luís Peixoto

"Do What You Want, Be What You Are"-Daryl Hall, Sharon Jones


Soul and heart beats....

terça-feira, 26 de novembro de 2013

baby&me / the new evian film



Não ignorando as considerações éticas sobre o "uso" de crianças em anúncios publicitários (assunto que  proporciona sempre "lençois" de  acesa discussão), acho  este vídeo muitíssimo bem conseguido divertido e contagiante. 
Tente não sorrir , não  bater o pé...eu não consigo!    

Charlie Musselwhite w/ Richard Bargel

    Just sit, close your eyes and feel it ... 

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

domingo, 17 de novembro de 2013

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Os Azeitonas | Tonto de ti (ao vivo no Coliseu do Porto)

 Óptima interpretação para uma canção que fica no ouvido.
 O poema , estonteante, é  de Miguel Araújo , compositor  e um  dos  melhores  letristas portugueses da actualidade (e não há muitos.). Categoria!    

Como quando o Porto perde em casa
Ou me deito com o grão na asa
Fico tonto, zonzo assim só de me lembrar


Ou como quando andava nos carrinhos
Do senhor de Matosinhos
Perna à banda, bamba assim só de me lembrar


E agora, quem me diz onde é o norte?
Se fui tonto em tentar a sorte
Com quem não tem dó de mim
Tanto que eu às tantas fico tão, tonto de ti.


Como quando me negaste um beijo
Na noite do cortejo
Fico zonzo, zonzo assim só de me lembrar


Ou como daquela vez na escola
No recreio a cheirar cola
Fico tonto, zonzo assim só de me lembrar


E agora, quem me diz onde é o norte?
Se fui tonto em tentar a sorte
Com quem não tem dó de mim
Tento há tanto tempo que ando tão, tonto de ti.
Tonto de ti. Tonto de ti.


E agora, quem me diz onde é o norte?
Se fui tonto em tentar a sorte
Com quem não tem dó de mim
Tento há tanto tempo que ando tão, tonto de ti.
Tonto, tonto de ti.
Tonto, tonto de ti.

Miguel Araújo

terça-feira, 12 de novembro de 2013

O Homem: alinhamento musculo -esquelético natural ,costumes e desiquilíbrios posturais

Dois vídeos que  chamam a atenção  para a  necessidade,  que o homem das sociedades ditas desenvolvidas tem, de (re)aprender a  alinhar, posicionar e fortalecer o seu corpo de forma correcta e funcional para, evitando  dores músculo-esqueléticas (que, actualmente, tendem a tornar-se crónicas) , tornar mais eficazes as tarefas quotidianas e  melhorar a sua qualidade de vida .

Bone Deep Strength
The reason children today are facing a serious health crisis and why women who successfully carry heavy loads on their heads hold the secret to how to live pain-free today and age comfortably tomorrow.




Find your primal posture and sit without back pain: Esther Gokhale at TEDxStanford


sábado, 9 de novembro de 2013

Concertinas de Lindoso (Portugal) e Olelas (Galiza)

O Valter de S. Martinho, o Zé da Moca e o Feuto de Olelas  tocam concertina .
Do melhor que já ouvi.
Quem sabe , sabe!

Aula Espectáculo - Ariano Suassuna | SESC Vila Mariana


  Ariano Suassuna*  :  humanidade, sabedoria, humildade, sentido pedagógico, humor...tantas e mais qualidades numa só pessoa.  Brilhante!
Vídeo comprido?
Quem não vir não sabe o que perde.



*Ariano Vilar Suassuna ( 16 de junho de 1927) é um dramaturgo, romancista e poeta brasileiro.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Gabriel o Pensador - Linhas Tortas



" O meu texto é simples, sincero"( Gabriel, o Pensador)

" É um génio cuja poesia chega, mastigada e explicada, aos ouvidos da grande maioria dos brasileiros"

 Tal  como chegou aqui. 

Gabriel pensa,  dá que pensar  e emociona.